quinta-feira, 7 de junho de 2012

É simples coproduzir um bem ou serviço público? Jennifer Pahlka mostra que sim.

Sim, é possível coproduzir um bem ou serviço público de modo rápido, barato e efetivo. Basta aplicar um pouco de criatividade, tecnologia, espírito colaborativo, um olhar sensível para problemas de nosso cotidiano no espaço público e "colocar a mão na massa". Conectando as pessoas entre si e deixando que ideias e soluções se espalhem livremente, esses ingredientes podem transformar comunidades, governos e sistemas complexos.

Neste depoimento no TED Talks, Jennifer Pahlka lembra da definição de Tim O´Reilly para Governo: "O que nós fazemos juntos e que não poderíamos fazer sozinhos." Ela conclama as pessoas a não desistirem do governo, porque o governo está mudando. Conclama as pessoas a exercer a cidadania para além do voto, da escolha de representantes, para além de usar a voz para reclamar que os governos não funcionam, usando as mãos para melhorar nossas comunidades e para ajudar a transformar os governos. Ela lembra: não vamos consertar governos até que não consertemos a cidadania.

Sim, a tecnologia pode ajudar a conectar pessoas, a fazer vizinhos se ajudarem entre si, a fortalecer comunidades próximas e distantes entre si, a impulsionar a ação coletiva, a coproduzir bem público, a transformar governos e a própria sociedade. 

Para ver o vídeo: TED Talks com Jennifer Pahlka

2 comentários:

  1. Excelente TED!Minah parte preferida é "precisamos fazer a burocracia ser sexy!". Deixo o link da Organização de Jennifer "Code for America" que está aceitando Fellows até o dia 29 de julho: http://codeforamerica.org/fellows/apply/

    ResponderExcluir
  2. Muito bom! Parabéns por sugerir essa apresentação no TED. Um aspecto importante é que Open Gov não está somente baseado em dados abertos ou mesmo na informatização da atual burocracia pública! Ao escrever minha Tese, aprendi que um movimento antigo como esse agora está sendo reformulado dado todas as novas possibilidades de participação eletrônica. Além desse cenário, não está mais somente nas mãos do Estado estipular fluxo eletrônicos de informação! A coprodução está cada vez mais materializada nas ações como aquelas promovidas por movimentos como "Codes for América" e "Apps for Democracy" e esses movimentos estão além do que o um único governo pode dimensionar.

    ResponderExcluir