quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Florianópolis Convention Bureau apoia o evento "Governança Democrática em Cidades Latino-Americanas"



O Floripa Convention & Visitors Bureau apoiou o evento "Governança Democrática em Cidades Latino-Americanas", com a doação de exemplares de livros sobre a cultura catarinense. O evento realizado nos dias 30 e 31 de Outubro de 2014 é parte do projeto de pesquisa “Governança Democrática em Cidades Latino-Americanas: Estudo Comparado de Experiências de Accountability Social e sua Incidência em Cidades Argentinas, Brasileiras, Colombianas e Uruguaias”, coordenado pelo Grupo de Pesquisa Politeia, da Udesc/Esag, com participação de oito núcleos de pesquisa, em quatro países. A pesquisa objetiva analisar comparativamente a natureza, a atuação e a incidência de iniciativas que conformam a Rede Latino-Americana por Cidades e Territórios Justos, Democráticos e Sustentáveis nas democracias locais da Região. 

Esta Rede (https://www.youtube.com/watch?v=xMBZbmohnV4) reúne mais de 60 iniciativas, em 10 países, que promovem o controle social e a avaliação de planos de desenvolvimento e políticas públicas em suas cidades e territórios, por meio da promoção do acesso à informação, da prestação de contas, da accountability social, da ativação da cidadania e da formação de opinião pública. Um dos integrantes da Rede Latino-Americana e da Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis é o Movimento Floripa Te Quero Bem.

sexta-feira, 24 de outubro de 2014

Seminário Catarinense sobre o Novo Marco Regulatório das OSCs‏


No dia 31/10/2014, das 8h às 12h30, ocorrerá o Seminário Catarinense sobre o Novo Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil (Lei nº 13.019), no Hotel Cambirela. O objetivo do seminário consiste na promoção do diálogo entre os representantes do poder público e as e das Organizações da Sociedade Civil de Santa Catarina sobre as repercussões da Lei Nº 13.019. O evento será realizado no Hotel Cambirela Hotel Cambirela, localizado na Avenida Marinheiro Max Schramm, 2199 - Estreito, em Florianópolis/SC.

Participações:
Vera Masagão Ribeiro, doutora em educação, representante da Associação Brasileira de Organizações Não Governamentais (Abong);

Eduardo Szazi - doutor em direito internacional, membro do Conselho Consultivo do International Center for Not-for-Profit Law, membro da American Society of International Law (ASIL) e da International Society of Third Sector Research (ISTR) e autor do livro “Terceiro Setor: Regulação no Brasil”. 

Você poderá realizar sua inscrição neste link até o dia 30 de Outubro de 2014.

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

Governança Democrática em Cidades Latino-Americanas é tema de evento em Florianópolis


No próximo dia 31 de outubro, a Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc) e o Movimento Floripa Te Quero Bem promovem em Florianópolis um diálogo aberto sobre experiências de cidades brasileiras, colombianas, argentinas e uruguaias que integram a Rede Latino-Americana por Cidades e Territórios Justos, Democráticos e Sustentáveis. O evento será aberto ao público, das 8h às 10h, no Plenarinho da Reitoria da Udesc.

Pesquisadores das cidades de Bogotá, Córdoba, Montevidéu, Belém, Belo Horizonte, São Paulo e Florianópolis compartilharão suas experiências com as organizações que integram o Floripa Te Quero Bem e representantes da Prefeitura, da Câmara de Vereadores de Florianópolis e da Fundação Avina e demais interessados no tema. 

O debate é parte do projeto de pesquisa “Governança Democrática em Cidades Latino-Americanas: Estudo Comparado de Experiências de Accountability Social e sua Incidência em Cidades Argentinas, Brasileiras, Colombianas e Uruguaias”, coordenado pelo Grupo de Pesquisa Politeia, da Udesc/Esag, com participação de oito núcleos de pesquisa, em quatro países. A pesquisa objetiva analisar comparativamente a natureza, a atuação e a incidência de iniciativas que conformam a Rede Latino-Americana por Cidades e Territórios Justos, Democráticos e Sustentáveis nas democracias locais da Região. 

Esta Rede (https://www.youtube.com/watch?v=xMBZbmohnV4) reúne mais de 60 iniciativas, em 10 países, que promovem o controle social e a avaliação de planos de desenvolvimento e políticas públicas em suas cidades e territórios, por meio da promoção do acesso à informação, da prestação de contas, da accountability social, da ativação da cidadania e da formação de opinião pública. Um dos integrantes da Rede Latino-Americana e da Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis é o Movimento Floripa Te Quero Bem.

Criado em 2012, o Floripa Te Quero Bem (https://pt-br.facebook.com/floripatqb) tem contribuído para identificar, debater e mobilizar órgãos públicos, cidadãos, organizações sociais, empresariais e a mídia para enfrentar os principais desafios de Florianópolis, tornando-a uma cidade mais democrática, justa e sustentável. Um dos resultados do trabalho do Floripa Te Quero Bem foi a introdução do Plano de Metas como instrumento de definição de prioridades, planejamento e prestação de contas da administração municipal. A Universidade do Estado de Santa Catarina, por meio do Observatório Floripa Cidadã e do grupo de Pesquisa Politeia, da Esag, são parceiros no monitoramento de indicadores da cidade e nas pesquisas sobre governança democrática na cidade, em comparação com outras do país e do mundo.

O Instituto Comunitário Grande Florianópolis (ICom) é um dos quatro integrantes do conselho gestor do Floripa Te Quero Bem, junto com os institutos Vilson Groh (IVG), Guga Kuerten (IGK) e o Grupo RBS. 

Qualquer pessoa ou instituição pode enviar projetos, sugestões e ideias para encontrar soluções para os problemas da cidade. O público ainda pode interagir com o movimento por meio do Facebook /floripatqb, Twitter @floripatqb, Instagram @floripatqb e Google+.

Acesse o Relatório de Desafios do Floripa Te Quero Bem.
Confira o Plano de Metas.
Veja o status do plano de metas apresentados pela Prefeitura de Florianópolis.
Confira os indicadores atualizados pelo Observatório Floripa Cidadã.

Mais informações: site do Grupo de Pesquisa Politeia www.coproducaopublica.blogspot.com e Email: Paula.schommer@udesc.br

terça-feira, 14 de outubro de 2014

Chamada de trabalhos para o Grupo de Estudos IIAS em ' co-produção de serviços públicos " - Nijmegen, 8 e 9 de junho de 2015.


O Grupo de Estudos IIAS sobre Co-Produção dos Serviços Públicos organiza sua terceira reunião aberta. As reuniões anteriores foram organizadas pelo grupo de estudo em Haia ( 2013) e Bergamo (2014). 
O objetivo é criar e alimentar uma plataforma intelectual para a discussão teórica e análise empírica de co-produção e suas implicações para a organização e gestão dos serviços públicos.
Co-produção refere-se ao envolvimento dos cidadãos e profissionais do setor público na prestação de serviços públicos. Embora a participação dos cidadãos se dê em diferentes medidas em diversos países a ideia de co-produção está ganhando terreno em todo o mundo. 
O grupo convida os estudiosos em diferentes abordagens disciplinares e interdisciplinares, de administração pública, ciências políticas, direito, economia, psicologia, sociologia e história. 
Para mais informações sobre os temas e do evento, por favor, consulte a chamada.
CHAMADA DE TRABALHOS

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Simpósio Internacional Urbanismo Ecológico

No dia 14 de Outubro de 2014, das 9h às 17h (simpósio) e 17h às 19h (lançamento do livro), em São Paulo, ocorrerá o Simpósio Internacional Urbanismo Ecológico, evento que reunirá arquitetos, planejadores e urbanistas, teóricos, políticos e líderes do terceiro setor para debater o meio urbano sob diversos temas abordados no livro homônimo.

O livro Urbanismo ecológico, editado por Mohsen Mostafavi e Gareth Doherty, da Harvard Graduate School of Design (GSD), surgiu da necessidade urgente de abordar o urbanismo sob um enfoque ecológico como método prático e criativo para enfrentar a realidade das cidades. Ainda que as mudanças climáticas, a arquitetura sustentável e as tecnologias ecológicas sejam questões perfeitamente assentadas no imaginário coletivo, o mesmo ainda não ocorreu com aqueles temas relacionados à sustentabilidade urbana. Assim, Urbanismo ecológico se constitui em uma aposta deliberada pela consolidação definitiva do conceito de “urbanismo ecológico” por meio da compilação de uma série de textos-chave sobre a matéria. O resultado é um amplo panorama que contribui para desenhar a imagem plural, complexa e repleta de nuances que o sistema urbano assume quando estudado sob a ótica ecológica.

A Rede Nossa São Paulo é correalizadora do evento por meio do Programa Cidades Sustentáveis. Oded Grajew, coordenador geral da Rede Nossa São Paulo e do Programa Cidades Sustentáveis, participará da mesa de discussão "Bordas da Cidade", acompanhado dos especialistas: Christian Werthmann, da Universidade Leibniz Hannover; Ermínia Maricato, da Universidade de São Paulo; Fernando de M. Franco, secretário municipal de Desenvolvimento Urbano de São Paulo; Nelson Brissac, da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo; José Armênio de Brito Cruz, da Escola da Cidade e Paulo Saldiva, da Universidade de São Paulo.

O moderador Guilherme Wisnik, da Universidade de São Paulo, guiará a discussão passando por temas como infraestrutura, paisagens produtivas, vulnerabilidade social, desenvolvimento local, preservação contra a expansão e resiliência.

Mais informações:
Inscrições - Entrada Franca - Agenda
Local: Centro Cultural São Paulo. Rua Vergueiro, 1.000 Paraíso, São Paulo - SP.

Reforma da Previdência e Accountability Democrática

Por Ana Beatriz Senna* Em contextos democráticos, o poder deve emanar do povo. Os governantes têm o dever de prestar contas de suas ações ...